Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
Quinta, 21 February 2019 10:00
TRANSPARÊNCIA

Linha Ética é o novo canal da Fazenda para recepção de denúncias

Públicos interno e externo contam com estrutura exclusiva para apontar irregularidades; Ouvidoria permanece para demais finalidades

Fazenda investe em mais um projeto para detectar e responder sobre desvios e inconformidades na administração Fazenda investe em mais um projeto para detectar e responder sobre desvios e inconformidades na administração Ascom Sefaz
Texto de Ascom Sefaz

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) se tornou o primeiro ente da administração direta estadual do País a implementar um Programa de Compliance – um compromisso sobre conscientização ética e cultura de integridade. Dentro desse universo, a Fazenda investe em mais um projeto para detectar e responder sobre desvios e inconformidades na administração. Intitulado de Linha Ética, a iniciativa consiste na criação de um canal específico para denúncias – sejam elas externas ou internas.

 

A Linha Ética é um canal independente, administrado pela empresa KPMG, consultoria de referência mundial nos temas relacionados a ética e programas de integridade, que possui a experiência necessária para obter informações em situações como má conduta, fraude, sonegação fiscal e desvios de recursos, garantindo o anonimato e a confidencialidade das informações recebidas.

 

Quem explica como tudo vai funcionar é o assessor Especial de Ética e Compliance em Alagoas, Rodrigo Bittencourt. “A partir de agora, uma central alocada em São Paulo fará a recepção inicial dessas denúncias. É uma equipe de profissionais treinados por psicólogos e especialistas em investigação forense capacitada para identificar a veracidade desses relatos e preencher análises com observações mais detalhadas”.

 

Se existe um problema, a Fazenda quer tomar conhecimento dele para tratá-lo. “Criamos esse canal para que as coisas erradas que já existem sejam identificadas com eficácia e controladas no fluxo correto”, conta Bittencourt. O Linha Ética contará com telefone 0800 713 0069, e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., site www.linhaetica.com.br/etica/sefazal e até caixa postal 79518. “Caso o denunciante queira enviar providências físicas que comprovem sua denúncia, também pode, via correios. Mas online mesmo o envio já será bastante completo.”

 

Na página da Linha Ética, é possível anexar áudios, fotos e vídeos. Além de descrever minuciosamente o ocorrido, o site disponibiliza um protocolo para acompanhamento.

 

A Ouvidoria da Sefaz, antes com atribuição de receber, entre outras coisas, denúncias, passa a ser o canal exclusivo para sugestões, elogios, requerimento de adoção de providências por parte do órgão e reclamações.