Notícia

SEFAZ

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas
Sexta, 20 March 2020 14:53
PARCERIA

Coronavírus: Governo de Alagoas cria Comitê de Gerenciamento de Impactos Econômicos

Iniciativa faz parte do plano de contenção de danos estabelecido para a economia

Objetivo do Comitê é dar suporte para as decisões do Executivo Objetivo do Comitê é dar suporte para as decisões do Executivo Ivo Neto
Texto de Layla Oliveira

O governo de Alagoas, considerando os impactos na economia estadual ocasionados pelas medidas de isolamento e distanciamento social decorrentes da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), estabeleceu, por meio do decreto nº 69.531, de 19 de março de 2020, a criação do Comitê de Gerenciamento de Impactos Econômicos da Crise, com o objetivo de dar suporte às decisões do Poder Executivo.

O secretário de Estado da Fazenda, George Santoro, foi designado como o presidente do Comitê e terá a competência para conduzir os trabalhos e convocar os demais membros para as sessões. Esta iniciativa tem caráter de coordenação de ações para organizar uma agenda de medidas que diminuam os efeitos nocivos à economia decorrentes da crise.

“Nós esperamos que essa situação se normalize o mais breve possível, mas, enquanto estamos passando por esse momento, precisamos tomar medidas combativas para minimizar os impactos na economia alagoana. Então o objetivo é garantir que esta crise seja o menos devastadora possível para o Estado”, comenta o gestor.  

Além de a criação do Comitê, o governo de Alagoas anunciou um pacote de medidas econômicas que visam minimizar os impactos da pandemia no Estado. “O país já começa a sentir os efeitos da Covid e será necessário adotar medidas econômicas de contingência para evitar um dano ainda maior aos pequenos e médios empresários”, ressalta Santoro.

O grupo será composto por representantes do Gabinete Civil, da Secretaria da Fazenda (Sefaz), da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal, do Banco do Nordeste do Brasil, de Bancos Privados do Estado e da Agência de Fomento de Alagoas (Desenvolve).

Também integrarão o Comitê, titulares e suplentes da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), da Federação do Comércio do Estado de Alagoas (Fecomércio), da Associação Comercial de Maceió, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Alagoas (ABIHAL), da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e a Associação do Comércio Atacadista e Distribuidor do Estado de Alagoas (Acadeal).

O desempenho dos membros em suas atividades se dará sem prejuízos de suas funções normais e sem remuneração, sendo seu exercício considerado de relevante interesse público.